Grupo Perlex Logo

ENTREVISTA A REVISTA ANAMACO

Font: Revista Anamaco

ENTREVISTA DA PRESIDENTE DO GRUPO PERLEX Á REVISTA ANAMACO

 

No mês de Outubro foi disponibilizada a edição Nº318 da Revista Anamaco, onde a Presidente do Grupo Perlex Elvira Ros, concedeu uma entrevista  relatando as dificuldades enfretadas devido a pandemia, como foi possivel supera-las e conta sobre o atual momento da empresa, os investimentos realizados e as expectativas para o futuro.

Leia abaixo a entrevista na integra:

 

O Grupo Perlex, empresa nacional com quase 60 anos de existência e com forte atuação no mercado de materiais elétricos de baixa tensão e de construção, vivencia um importante momento em sua longa trajetória de sucesso.
A empresa, fundada pelo saudoso Sr. Antonio Ros Ros, está sob a liderança da sua filha, Elvira Ros, que passa um panorama do que o Grupo Perlex projeta para os próximos anos.

“Nossa empresa é bastante conhecida no mercado e, através da figura do meu pai, sempre fomos tratados com muito respeito e admiração por parte dos nossos clientes e fornecedores. E esse respeito é um dos pilares da nossa empresa em todas as relações, desde os nossos colaboradores até os consumidores espalhados pelos quatro cantos do Brasil”.

Elvira relata as dificuldades que a empresa passou após o falecimento do pai, em 2016, principalmente devido à falta da figura tomadora de decisão. No entanto, a família soube superar o momento e, com muita energia e planejamento, foram implementando mudanças em todas as unidades do Grupo. Assim, as unidades da Perlex (materiais elétricos), Perfil (fios e cabos elétricos), Perlux (portas sanfonadas e canaletas) e Perplug (extensões elétricas), possuem amplos e modernos parques fabris, os quais estão projetados para atender às exigências do mercado nacional e externo.

“Nossas fábricas estão muito bem equipadas e a nossa intenção é a de alavancar nossa participação no mercado, fortalecendo a união das 4 unidades e formando um grupo ainda mais forte e mais eficaz. Previsão de criar um CD, com a intenção de fortalecer nossa logística. ”

A empresa estava projetando um crescimento de 24% para 2020, mas com a chegada da Covid-19 muita coisa mudou.

“Tivemos que nos reorganizar e aprender a conviver com o novo normal. Interrompemos o trabalho presencial por duas semanas, de modo a tomarmos todas as precauções em relação à proteção dos nossos colaboradores e desde meados de abril estamos trabalhando normalmente, sem nenhum problema em relação à pandemia. Ao contrário, estamos vivendo um excelente momento em nossas vendas, de modo que tivemos até que suspender as atividades comerciais em determinados períodos, para garantir o atendimento da carteira de pedidos.

A empresa fez uma grande renovação na área comercial, trazendo uma nova equipe de executivos e consultores, redimensionando a atuação no campo.

“Contratamos uma empresa de consultoria comercial, que se encarregou de desenhar o modelo de atendimento comercial da Perlex. Então, contratamos um novo gerente nacional de vendas, além de outros cinco gerentes regionais, os quais se encarregam de liderar a equipe de aproximadamente 120 representantes comerciais no território nacional.”

As mudanças surtiram efeito e a empresa prepara grandes movimentos para 2021, com a penetração em regiões e canais que estavam sendo pouco visados até então. Além disso, novos produtos deverão integrar o portfólio da empresa nos próximos anos, além de mudanças que a direção da empresa prefere ainda não revelar.

“Estamos bastante otimistas em relação aos próximos anos. A nossa equipe de executivos é bastante qualificada e está preparada para os desafios que virão. Além disso, eu e meus irmãos criamos o Conselho Administrativo do Grupo Perlex, o qual também contará com profissionais externos e permitirá que tomemos decisões de modo mais seguro e democrático.”

A empresa ainda não definiu o quanto espera crescer em 2021, mas a executiva já sinaliza que espera grandes feitos com o novo time comercial.

“Até o momento, a empresa conseguiu crescer de modo orgânico, porém, devido à falta de matérias-primas e à alta demanda do mercado, as ações comerciais ainda têm pouca eficácia. Para o novo ano, esperamos um ajeitamento por parte do mercado e aí poderemos atuar de modo mais estratégico, trazendo resultados ainda melhores para o Grupo Perlex”.